sábado, 29 de novembro de 2008

Infinito

A terra repousa envolta sob o manto da noite.
Estrelas brilhantes pulsam como jóias na escuridão aveludada.
A Via Láctea deixa uma trilha de tênue poeira estelar, e,
muito além disso, bilhões de estrelas, galáxias e planetas dançam.
Desde seus primórdios, os humanos sentem que essa majestosa infinitude é
muito grande para ser contemplada sozinha...

2 comentários:

Paulo disse...

Minha suave amiga, adorei o presente...aos pouquinhos vou desfrutá-lo!

Um grande abraço!

Esther disse...

Querido amigo,

bem vindo a blogosfera! O presente, mais precisamente, é tê-lo aqui.
Espero vê-lo publicando seus escritos em breve..


abraços,