segunda-feira, 2 de fevereiro de 2009

As Caricias do Olhar




As caricias do olhar são as mais adoráveis,
chegam ao fundo da alma, aos limites do Ser,
e libertam assim segredos inefáveis
de outro modo em silencio, a sem ninguém saber.

Os beijos puros são grosseiros junto a elas,
mais que qualquer palavra o seu falar é forte,
nada exprime melhor, no mundo, as coisas belas
que passam num momento, em efémera sorte.

Quando a idade envelhece a boca em seu sorrir
que as rugas vão marcando aos poucos de amargura,
intacta ainda mantém sua límpida ternura.

Feitas para inebriar, consolar, seduzir,
guardam toda a doçura, e os ardores e o encanto!
Que outra caricia em luz trespassa o nosso pranto?

Auguste Angellier

5 comentários:

Esterança disse...

Que lindo e suave soneto!

um olhar guarda todo o universo pessoal, muito mais que a janela da alma, é a própria alma fluindo..

beijo encantado,

Compondo o olhar ... disse...

muito bonito... adorei!!!
parbens pelo seu blog, muito sucesso.
não sei se vc sabe, mas tem um presentinho p vc no meu blog. dá um pulinho lá e pegue seu selinho!!!
abraços

Compondo o olhar ... disse...

muito bonito... adorei!!!
parabens pelo seu blog, muito sucesso.
não sei se vc sabe, mas tem um presentinho p vc no meu blog. dá um pulinho lá e pegue seu selinho!!!
abraços

Maria disse...

Só ele consegue lá de longe falar, beijar, abraçar, afagar... Sem pudores, ou limites... Sempre doces, fortes, ternos. Nada me seduz mais que um olhar (especial).

Beijo meu

B. 7 disse...

que ótimo! Apaixonei, virei fã e virei sempre.
me conheça, comente, se estiver afim de enxergar a realidade com olhos nus.^^
abraço e parabéns pelo blog!